Nayara Carmo

Sejam Bem-Vindos(as)!

Acredito em um mundo mais justo, mais colorido, mais equilibrado e mais livre de recalques. Por este motivo vejo a psicológica como uma ferramenta possível de solução, para curarmos feridas e aprendermos com elas.
A família é o sustentáculo de uma sociedade justa com pessoas equilibradas.

Vou contar um pouco da minha história

 

Mencionei acima sobre as dificuldades que encontrei na infância devido problemas na visão e como isso foi um dos pontos cruciais para encontrar meu caminho na psicologia. Com os acontecimentos frequentes que decorreram disso, pude compreender a importância da família, do apoio dos pais, a ligação com os avós, o aporte que promove um desenvolvimento equilibrado para que eu pudesse crescer sem me fragilizar perante a vida.

Ainda houve em meu caminho um outro fato delicado. Pouco antes de entrar na faculdade sofri um grave acidente de trânsito. Foi um período que determinou de vez meu entendimento que a Psicologia já havia me escolhido antes mesmo de eu saber. Mesmo antes do acidente tinha facilidade em ouvir e compreender com empatia os problemas que afligiam as pessoas à minha volta. Após o acidente, era incrível como a condição física não havia me abalado ou mudado minha determinação de vencer, superar mais um obstáculo em minha vida.

Cadeira de rodas, dificuldades de acessibilidade, lidar com a visão de limitação que as pessoas impõem ao cadeirante como se isso limitasse também a mente. Ao vencer mais esta barreira e conseguir ingressar no curso de psicologia, me senti no lugar certo fazendo exatamente aquilo a que se destinava minha existência.

O que pode parar alguém que não se permite barreiras?

Quando se perguntar de onde vem as barreiras que existem em sua vida e não encontrar respostas, tenha certeza que é momento certo para buscar um profissional de psicologia. Tenha também a certeza de que isso é perfeitamente normal e saudável. É uma luz que brilhará diante de você e lhe trará clareza.

O estudo da mente, da psiquê humana, das relações dos estímulos neuromotores do cérebro permitem ao psicólogo ajudar pessoas a conhecerem a si mesmos e desvendarem os bloqueios que a mente lhes impôs, eliminando estas barreiras psíquicas.

Vencer a si mesmo é a maior vitória da existência humana!

 


O afeto materno no desenvolvimento da criança

A criança necessita vivenciar desde a fase inicial uma interação saudável com a mãe para sentir-se acolhida e tornar-se um adulto seguro, de mente saudável, equilibrada.
Quando esta relação mãe-filho é positiva, o resultado é um adulto bem sucedido e de bom convívio social. Para que o desenvolvimento ocorra dentro da normalidade, é necessário que a criança seja estimulada, pois o incentivo recebido na fase inicial da vida contribui para o seu desenvolvimento emocional, intelectual e social.
Para a correta estimulação do bebê ele necessita do contato físico e afetivo da mãe para ter um desenvolvimento saudável. Estes estímulos precisam ser recheados de amor, carinho e comunicação, pois o bebê assimila todas as atitudes da mãe no relacionamento. Pode se afirmar, portanto, que os resultados positivos na relação e o sucesso no desenvolvimento da criança dependem da qualidade dos estímulos que ela recebeu lá no início da vida.

Leia mais

A convivência com os avós no equilíbrio emocional da criança

Essa convivência entre avós e netos é mutuamente enriquecedora; por um lado a criança aprende a conviver em um ambiente diferente, com regras, costumes distintos e pessoas diferentes ao redor. Os avós por sua vez, na companhia dos netos, renovam suas energias e sentem-se mais jovens. A convivência com as crianças faz com que se sentam úteis de alguma forma e os ajuda se manterem fisicamente ativos, melhorando sua qualidade de vida e dando mais atenção à saúde para acompanharem a criação de seus netos.

Leia mais


Quer ver mais conteúdo interessante sobre Psicologia?

Clique aqui e acesse a página de Artigos.